TikTok 2021: muito além das dancinhas e mais negócios

O mundo digital é surpreendente. A cada momento surgem novos aplicativos de redes sociais que revolucionam a maneira como consumimos e trocamos conteúdos e informações, de maneira disruptiva. E não foi diferente com o TikTok, o app de vídeos curtos que já caiu no gosto dos brasileiros.

O TikTok vem ganhando adeptos a cada dia e aumentando sua participação no mercado nacional, ao ponto de anunciar no intervalo do Jornal Nacional.

 Mas vale a pena sua marca estar presente no app Tiktok? Quais são as estratégias do TikTok em 2021?

Elencamos neste artigo as razões pelas quais sua marca deve estar no app chinês e que ela vai muito além das dancinhas. Boa leitura!

Mas afinal, o que é o TIK TOK?

Vamos começar contando um pouco da história deste app. O TikTok é uma plataforma de publicação de vídeos fundada em 2012 por Zhang Yiming em Beijing, China, inicialmente focada em vídeos curtos de comédia, entretenimento e pessoas fazendo lipsync.

Tornou-se mundialmente conhecida em 2017, quando passou a ter apps tanto para Android quanto para iOS, permitindo que os usuários criem pequenos vídeos musicais com duração de 3 a 15 segundos. Seu aplicativo de origem chamava-se A.me, da ByteDance, renomeado para Douyin em dezembro de 2016. Desenvolvido em apenas 200 dias, Douyin já contava com mais de 100 milhões de usuários após um ano, além de contar com mais de 1 bilhão de visualizações por dia, tornando-se o aplicativo mais baixado do mundo em diversos países.

Números que impressionam

O TikTok vem ganhando muita popularidade no mundo. Este “dragão chines” parece não ter medo de enfrentar seus concorrentes ocidentais e vem apresentando números impressionantes. Por exemplo, O Tiktok ultrapassou o Facebook e WhatsApp em número de downloads em 2020, foram mais de 2 Bilhões de downloads no mundo, passando a liderar a lista dos aplicativos mais baixados no mundo para celulares Android e iPhone (iOS). As informações são de relatório publicado pelo site especializado App Annie, que traz estimativas a respeito do mercado mobile.

7 bilhões de brasileiros já usam o TikTok e  90% dos usuários acessam o Tiktok diariamente, , 68% preferem assistir conteúdos de outras pessoas. O tempo médio dos brasileiros no TikTok dobrou de 30 para 60 minutos durante a pandemia.

O Brasil é o terceiro mercado que mais aplicativos do TikTok foram baixados ao ponto de a empresa iniciar uma estratégia de ampliação de sua presença no mercado nacional com patrocínio de propaganda no intervalo do Jornal Nacional, o respeitado e tradicional jornal da Globo.

O patrocínio no Jornal Nacional, na verdade, vem de um planejamento bem definido e da necessidade de crescimento do TikTok em um dos maiores mercados mundiais de consumidores digitais. A ByteDance, avaliada em até 250 bilhões de dólares, deve abrir seu capital na Bolsa em breve, elevando a pressão pelo aumento de usuários e de faturamento.

Em nota à UOL, o TikTok comenta que o patrocínio no Jornal Nacional tem duração de um mês e segue outras ações na Globo, como nas eliminatórias da Copa do Mundo e No Limite. “O patrocínio do Jornal Nacional faz parte de uma parceira que o TikTok firmou com a Globo, alinhada com a estratégia de estar próximo de programas com grande visibilidade e em formatos disruptivos. O objetivo [é] atrair e reter a atenção do consumidor, além de gerar conversas que transbordam os meios”, declara a rede social.

Nas entrelinhas, percebe-se que o TikTok deseja crescer com base em um público muito maior do que a Geração Z. E, para isso, precisa da visibilidade incomparável da televisão.

Por que minha marca deve estar no TikTok?

Por muito tempo havia o consenso de que a rede de vídeos curtos chinesa era para jovens e que as marcas não deveriam embarcar neste canal social. O tempo passou e hoje o contexto se mostra favorável para as marcas. A rede vem ganhando cada vez mais a atenção dos empreendedores e gestores de marca para divulgação do seu produto ou serviço e engajamento com os seguidores.

Presente em mais de 150 mercados e 75 idiomas o Tik Tok tem o poder de envolver uma comunidade extremamente engajada. De acordo com o estudo apresentado em Abril no webinar “TikTok WarmUp 2021”, 1 em cada 3 usuários do aplicativo recomenda marca e produtos; 9 a cada 10 são decisores de compras e 1 a cada 3 tendem a comprar de marcas que são anunciadas na plataforma. Outro dado interessante é que 50% dos usuários descobrem novas marcas e produtos na plataforma.

Falando em usuários, esqueça a crença de que o TikTok é “coisa de jovens”. De acordo com a pesquisa da Openbox Brasil, 42% dos entrevistados têm entre 18 e 29 anos; 43% de 30 a 40 anos e só 15% acima de 50 anos, ou seja, uma parcela significativa de pessoas mais velhas passam a usar a rede social.

Portanto, no meu ponto de vista, o TikTok deve sim fazer parte da estratégia de comunicação digital da sua marca, seja ela de que porte for, mas desde que você conheça bem o seu público-alvo, saiba exatamente como deverá ser a comunicação na rede, preferencialmente produza vídeos que mostrem autenticidade, que sejam leves, divertidos e acima de tudo que traga algo relevante para seus seguidores.

*Ricardo Rodriguez é fundados e estrategista digital da Close Marketing Digital.

Gostou? Compartilhe